Por anos, as lâmpadas tem sofrido modificações na composição, qualidade, tempo de duração e economia. O objetivo das alterações, no entanto, era oferecer ao usuário uma opção viável tanto nos resultados da iluminação quanto na redução do impacto ambiental causado pelo descarte.

Contudo, hoje cogita-se outras atribuições que não as convencionais, principalmente para a nova tecnologia de lâmpadas de LED. O intuito agora é fazer com que lâmpadas de LED sejam capazes de fornecer internet similar à tecnologia Wi-Fi.

A tecnologia de transmissão de internet sem fio receberá o nome de Li-Fi. A propagação do sinal ocorrerá com o piscar da lâmpada em uma frequência extremamente alta, que não influenciará na iluminação local por ser imperceptível aos olhos humanos.

O brilho da lâmpada de LED pode ser ajustável, o que possibilita a redução da intensidade da intensidade ao mínimo sem que cause perda do sinal.

Por ser baseado na emissão de luz, é possível restringir o acesso à rede bloqueando a passagem da pessoa indesejada ao local onde a rede Li-Fi esteja disponível.

A grande vantagem da transmissão por lâmpada de LED é que a tecnologia utiliza frequência de ondas de alcance limitado. As outras tecnologias presentes no mercado fazem a utilização de ondas de rádio. Isto significa que o aumento da popularidade da rede, maior o tráfego existente na conexão.

A tecnologia é uma novidade no mercado, mas é comercialmente viável. A expectativa é que, com o passar do tempo, a popularidade do Li-Fi aumente ampliando as opções para a conexão de dispositivos móveis.